terça-feira, 3 de julho de 2012

Filosofia Oculta: As leis.(Parte 1)


“Lord Vincus: Tudo que foi criado, está sujeito a leis intransponíveis de criação, não somos livres em relação a tais leis, que somos obrigados a obedecer, que são leis de nossa existência, mas partindo delas, podemos tomar escolhas e criar, tal como o demiurgo fez, afinal, também somos mentes. [...]

O único ser realmente livre é o motor primeiro, 
pois não é sujeito a tais leis.

Orodreth: E quais são essas leis?

Lord Vincus: As citarei apenas, pois pretendo deliberar sobre elas em outro momento. Estas são 7, conhecidas também como axiomas herméticos, e elas são:

A lei do mentalismo: Tudo que veio a ser, veio a ser a partir do pensamento.

A lei da correspondência: Tudo que foi criado pode ser conhecido, não importa quão distante esteja, pois tudo está sob as leis.

A lei da vibração: Tudo se move.

A lei da polaridade: Tudo tem seu oposto.

A lei do ritmo: Tudo se manifestas por oscilações compensadas.

A lei de causa e efeito: Toda causa tem um efeito, e tudo que ocorre, tem uma causa. (“O acaso é somente uma lei não conhecida” O Caibalion)

A lei do gênero: Tudo tem seu principio masculino e feminino”( O pré principio anterior ao inicio sem fim, Lord Vincus 2012)

Depois de muitas discussões com o povo pagão e ocultistas sobre as leis, notei certa confusão em ambos os lados, trarei aqui uma visão seguindo os textos que já foram postados neste portal, para quem sabe trazer o sol ao nosso entendimento.

Primeiro vou discutir uma a uma e depois fazer um apanhado.

1° Lei – Mentalismo “ O todo é mente, o universo é mental” (O Caibalion, p. 5)

 Vamos olhar um pouco sobre isso.

Todo o mundo fenomenal  ou universo é simplesmente criação mental do Todo, sujeito as leis das coisas criadas [...] Este principio explica todos os fenômenos mentais e psíquicos que ocupam grande parte da atenção pública, e que, sem tal explicação, seriam ininteligíveis e desafiariam o exame cientifico” (O Caibalion, p. 6)  

“ Este principio explica a verdadeira natureza da força, da Energia e da matéria, porque todas são subordinadas ao domínio da mente (O Caibalion, p. 6)

O principio do mentalismo diz que tudo foi criado por uma mente incriada, e a forma que esta mente deu origem aos seres foi através do pensamento.

Quando digo tudo, não deixo escapar nada além do criador, e nenhum ser engendrado pode anular as leis usando sua própria mente. Anular o mentalismo é anular a existência.

Não há como dizer ou demonstrar que o mundo físico e astral tiveram origens diferentes, seria tolice dizer isso, mais tolice ainda seria dizer que as leis astrais não são as leis desse mundo. Ora as leis são as mesmas, caso não fossem, o conhecimento sobre o “outro lado” seria impossível.

Mas antes que alguém argumente dizendo que essas leis não podem ser as mesmas, visto que no mundo astral posso fazer coisas diferentes das que faço, como voar e avançar espacialmente em pouco tempo, peço a estes cegos que prestem mais atenção, isso se estes realmente viajaram ao outro mundo.

O mundo astral é um mundo de vibração superior, e por isso mais próximo da esfera demiúrgica ou mental e quando lá estamos, estamos sem o corpo físico, apenas com o corpo daemoniaco, ou seja, um corpo menos denso, menos pesado e de capacidade mental mais elevada.

Aos tolos que argumentam que, por exemplo, não há gravidade no mundo astral por ele não ser físico, note que apesar de “flutuarmos” por lá, o resto deste mundo permanece fixo ao chão.

Por se tratar de um mundo menos denso, significa que as leis são menos potentes em alguns casos (isso é importante), mas afirmar isso não significa dizer que as leis são outras, como se o fato de dizer que a variação de temperatura ou da densidade da água por exemplo, a fizesse deixar de ser água, ou que o fato de um azul ser mais escuro que outro, fizessem com que deixassem de ser a cor azul.

Se quisermos avançar mais nessa comparação (que ficará mais clara com as outras leis), veremos a lei da correspondência, que já foi bastante introduzida no início do texto.

2° lei – O Principio de correspondência “O que está em cima é como o que está em baixo, e o que está embaixo é como o que está em cima”(O Caibalion, p. 6)

“Este principio contém a verdade que existe uma correspondência entre as leis e os fenômenos dos diversos planos de existência e da vida” (O Caibalion, p. 6)

“Este principio é de aplicação e manifestação universal nos diversos planos material, mental e espiritual: é uma Lei Universal” (O Caibalion, p. 6)

As citações feitas acima, só fizeram repetir o que venho dito, as leis são para todos os seres criados, não há como escapar à lei, seja mago, bruxo, caoísta ou wicca. Não importa o mundo, Tudo no Todo está sujeito às 7 leis de existência.

2 comentários:

Erica Lucena disse...

a lei do mentalismo é uma das que mais sempre me fascinou; lembro que ainda adolescente ouvi uma música com um refrão que dizia: "às vezes eu acho que o mundo é uma cabeça, e que nós estamos dentro de uma cabeça, que nos sonha".
É um princípio com vasta interpretação e aplicabilidade pois a mente está em tudo, ou como diria o Caibalion, o universo é mental.

Muito bom encontrar estudantes de heretismo... muito bom ler sobre, e opinar.

Vinicius disse...

É um prazer tê-la Srta Erica ^.^

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hostgator Discount Code
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...