quinta-feira, 2 de junho de 2011

UWB exige resposta da Globo e também sofreu críticas da comunidade Neopagã

Luiz Erlanger - Diretor da CGCOM
A União Wicca do Brasil (UWB), tendo em visto o rebuliço gerado pelas recentes críticas feitas pela IBWB ao programa "Sagrado", entrou em contato com a produção do programa através de Og Sperle, membro da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa. O questionamento feito foi sobre o porquê da Wicca não ter um espaço no programa. Em resposta, o Sr. Luiz Erlanger, Diretor da Central Globo de Comunicação (CGCOM), afirmou que:

"Como há um limite de espaço – sete dias na semana etc. – sem fazer juízo de valor sobre qualquer segmento – adotamos o sistema democrático de optar pelas sete correntes mais difundidas no Brasil. Essa seleção foi feita através de pesquisa quantitativa encomendada junto a uma das mais conceituadas empresas do setor.

Há muitas religiões e suas variantes, adotamos um critério consonante com a vontade popular. Logo, não houve exclusão de religião alguma. Entraram as de maior aceitação entre os brasileiros".
 

Após esse posicionamento, a UWB se manifestou afirmando o seguinte: 

"Informamos que, continuaremos lutando para que a Wicca seja verdadeiramente reconhecida como uma religião válida. E reafirmamos nossa missão de repor a verdade sobre a Wicca, opondo-nos aos retratos difamatórios e incorretos resultantes da intolerância religiosa e do oportunismo pessoal, facultando informações, enviando correções e quando necessário, apresentando queixas nos órgãos competentes."

A reposta da comunidade neopagã, mais uma vez, não foi das melhores. A UWB recebeu críticas por se colocar, afirmando que atuaria para difundir a religião Wicca. Os diversos praticantes da Antiga Crença encararam isso como um ato de proselitismo, impróprio de qualquer crença ou religião pagã e neopagã, além de que a Wicca não é reconhecida propriamente como religião.  Muitos ainda afirmam que ela não realmente o seja, visto que suas variações e códigos de conduta pessoais (com excessão da famosa frase "faça o que quiseres, sem a ninguém prejudicares" e a Lei Tríplice), impedem que todo esse globo seja reunido em uma religião.

O texto da UWB, originalmente publicado no dia 31 de maio deste ano, após tais críticas foi corrigido (como consta anteriormente), apresentando os ideiais do grupo.

Texto de Douglas Phoenix

1 comentários:

Beto disse...

convido-o a ler meus comentários sobre essa polêmica:

http://betoquintas.blogspot.com/2011/06/se-essa-rua-fosse-minha.html

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hostgator Discount Code
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...