quarta-feira, 3 de março de 2010

A Desunião da Comunidade Pagã

Após o evento da queima de bruxas nas fogueiras os praticantes da Antiga Crença se esconderam durante anos, mas após o ressurgimento de práticas mágicas impulsionadas por Gardner na década de 1950, os praticantes vieram se revelando aos poucos e com os avanços tecnológicos, se tornou quase impossível não se ter contato com outros praticantes, não só no Brasil, mas no mundo.
Apesar desse maior contato entre os praticantes pagãos, estes são extremamente desunidos.

A Comunidade pagã, tomando por base o Brasil, é extremamente individualista, seus praticantes tendem a se importar muito com eles próprios e tendem a esquecer um dos grandes conceitos de nossa crença, a interligação. O desenvolvimento de iniciantes, muitas vezes, não sofre nenhuma ajuda de alguns grupos. Vários convens nem se quer aceitam iniciantes, outros aceitam mas não o ajudam muito, achando mais proveitoso estimular o desenvolvimento de pessoas mais instruídas.

Não é só no caso de alguns convens que essa desunião se mostra, mas também na posição de toda a comunidade pagã a cerca das dificuldades sofridas por nós mesmos. O preconceito religioso, mesmo que muitos discordem, é um dos maiores problemas no Brasil, grande parte a cerca de crenças pagãs, como é o caso da Bruxaria. É enorme o número de sites legalizados que criticam não só os conceitos dessas crenças e religiões como degradando pessoalmente seus praticantes. Apesar de tudo isso e várias coisas mais a comunidade pagã fingi que não vê tais problemas, não buscando nenhuma forma de reinvidicação de seus direitos.

Mas então, muitos devem estar se perguntando: "E o que podemos fazer?"
A criação de uma organização que representasse a comunidade pagã já seria um bom começo, ela trabalharia para a redução de preconceitos, promovendo eventos a cerca de temas relacionados (como é o caso do ESP) numa proporção nacional, entre várias coisas existentes para o reconhecimento das culturas pagãs.

Os adeptos da Antiga Crença precisam se conscientizar sobre si mesmos em relação a tudo o que enfrentam e acabar unindo forças contra tais problemas. Só seremos realmente reconhecidos quando nós mesmos criarmos consciência de quem somos e nos reconhecer.

- Douglas Phoenix -

1 comentários:

Beto disse...

Nós não somos unidos por dois motivos:
muitos de nós querem que o Paganismo "se encaixe" em nossas necessidades e isso os leva a ver os que levam a sério como "intolerantes".
muitos de nós quer centralizar o Paganismo em uma visão pessoal, em um culto a personalidade e eu dispenso a criação de um Vaticano Pagão.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Hostgator Discount Code
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...